A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) apresentará, nesta terça-feira (5), seu mais ousado projeto para a Superliga, principal competição entre clubes do país. A entidade colocará à venda um pacote de transmissão dos jogos da competição, que pela primeira vez terá 100% de suas partidas exibidas.

O pay-per-view do vôlei estará disponível no Canal Vôlei Brasil, serviço de streaming lançado há quase dois anos pela CBV em parceria com a TV NSports, plataforma de vídeos que tem como principal mantenedora a Netshoes. O PPV terá três modelos de comercialização. Um pacote completo dos jogos, tanto do masculino quanto do feminino (custo de R$ 89 na primeira semana de vendas), um pacote só com os jogos de cada uma das categorias (R$ 59) e a opção de jogo avulso (R$ 19,90).

A expectativa dos gestores do projeto é de que o serviço tenha maior adesão do público. São mais de 200 mil cadastrados apenas no canal do vôlei, que até então exibia alguns jogos de graça da Superliga, além de melhores momentos e programas. Não foi divulgada ainda uma meta de vendas a ser alcançada, mas o modelo de negócios acordado com a CBV prevê a divisão de receitas com os clubes.

"Estamos muito confiantes de que estamos inaugurando uma nova fonte de receita para os clubes, algo que normalmente eles não estão acostumados a ter. Vemos uma ótima possibilidade de crescimento, talvez não no primeiro ano, quando vamos sentir a resposta inicial do público de uma maneira geral. Mas é uma ótima possibilidade de receita extra para os clubes. Queremos que eles sejam parceiros na divulgação, parceiros para que a própria torcida assine, pois é uma verba que será revertida para o próprio clube", afirmou Renato D'Ávila, superintendente de competições de quadra da CBV, ao site WebVôlei, na apresentação da Superliga.

Com o serviço de streaming, a competição terá, pela primeira vez, todos os jogos transmitidos para o torcedor de alguma forma. Na última temporada, a TV NSports havia abraçado algumas transmissões, mas não exibiu toda a competição. Além do streaming, a Superliga terá jogos exibidos no SporTV e na TV Cultura.

O modelo de PPV começou a ser adotado pela TV NSports neste começo de ano, em uma parceria com a Federação Catarinense de Futebol para exibir o Estadual. A plataforma, que começou transmitindo o futsal e o vôlei, agora tem abordado diversos outros esportes, como atletismo, ginástica, handebol e basquete. Recentemente, exibiu o Troféu Brasil, principal competição de atletismo do país.

fonte: UOL